Mulheres nos Negócios e Cultura de Equidade

Mulheres nos Negócios e Cultura de Equidade

Por Tamaris Parreira

A equidade de gênero é uma tendência que vem conquistando o mundo inteiro através de resultados obtidos por uma liderança feminina. Mas sabemos que, apesar de diversas organizações implementarem as condições e ações necessárias, hoje vivemos numa sociedade que tem como base uma “estrutura desigual”. Quando avaliamos a quantidade de mulheres nas empresas listadas na Fortune 500, 2021, temos um número recorde. Mesmo assim, estamos falando de apenas 8,2%, ou seja, 41 mulheres ocupando a cadeira número 1 de CEO. Esse cenário não muda muito no Brasil. Quando a DDI (Development Dimensions International) apontou em 2020 em seu estudo sobre busca de executivos que somente 50% das empresas, consideraram incluir uma mulher no processo de contratação de um CEO, vemos um viés cultural que se mantém muito atual e gera as distorções que encontramos hoje refletidas também nos Conselhos.

Em outro estudo da KPMG – Global Female Leaders, para 45% das CEOs entrevistadas o tema diversidade é prioritário na agenda dos stakeholders, que inclui o Conselho. Temos aqui 3 elementos destacados na pesquisa, como importantes para ancorar o sucesso dessas profissionais: 1) Network Pessoal, 2) Forte Habilidade em Comunicação e 3) Apoio de um Mentor ou Chefe atual. Essas habilidades transformadas em hábitos, também são temas no Livro de Sally Helgesen e Marshall Goldsmith, professores em Harvard, lançado no Brasil em 2020 sob o título: “Como as Mulheres Chegam ao Topo”.

Quando trazemos essa realidade para o mercado de Tecnologia, hoje o IBGE aponta que temos no quadro total de colaboradoras apenas 20% de mulheres, quando vamos para o C-Level e alta liderança, os números não ultrapassam 6%. Já no mercado de Startups, as empresas fundadas por mulheres hoje no Brasil são 4,5%. Já as que recebem investimentos de Venture Capital e Fundos em rodadas de investimentos são, segundo o estudo liderado pela Distrito, B23Mamy e Endeavor. Um resultado alarmante!

Mas acreditamos que, apesar desse pequeno percentual em cargos de liderança, que também é refletido nos Conselhos, o caminho ainda é longo para alcançarmos a representatividade que desejamos nos negócios, como reflexo de uma sociedade ligada à agenda ESG, trazendo o tema como prioridade para as pautas de CEOs e Conselhos.

Vários estudos, incluindo o da McKinsey Global Institute, além do Fórum Econômico Mundial e OIT, apontam que o avanço da igualdade de gênero poderia adicionar US$ 12 trilhões à economia global até 2025 ou cerca de 14% do PIB global de 2019. Em 2014, os líderes do G20 se comprometeram a reduzir em 25% a diferença nas taxas de participação entre homens e mulheres até 2025. O relatório da OIT estima que, se esse objetivo fosse alcançado em nível global, ele teria o potencial de adicionar US$ 5,8 trilhões à economia global, além de gerar grandes receitas fiscais em potencial.

No Brasil, o efeito seria um aumento de até R$ 382 bilhões, ou 3,3% no PIB, e um acréscimo de até R$ 131 bilhões em receita tributária, esse é um dos impactos de mais mulheres com o poder de decisão. Essa é uma forma clara de medir o impacto de mais mulheres na liderança e em cadeiras em Conselhos.

Não há como falar em inovação sem aprendizagem constante e por isso a Associação dos Conselheiros TrendsInnovation do Brasil tem uma trilha de LifeLong Learning. Ela promove eventos que oferecem as melhores ferramentas e tendências do mercado de curto, médio e longo prazo a seus associados. Nosso objetivo é pensar e preparar empresas para continuarem competitivas, inclusivas e rentáveis daqui a 30, 70, 100 anos, passando pelos desafios do mundo ágil que nos coloca a prova a cada poucos meses, “pivotando” ideias, produtos e serviços para a melhor experiência de clientes, colaboradores e parceiros de negócios, dentro de ecossistemas cada vez mais competitivos.

Fontes:
https://forbes.com.br/forbes-mulher/2021/12/cinco-razoes-pelas-quais-as-mulheres-pertencem-ao-c-level/
https://home.kpmg/br/pt/home/insights/2021/04/lideranca-feminina-diversidade.html
https://assets.kpmg/content/dam/kpmg/br/pdf/2021/04/GFLO-brasil.pdf
https://www.ddiworld.com/resources?type=guide
https://www.capitalreset.com/e-hora-de-investir-em-startups-lideradas-por-mulheres/
https://materiais.distrito.me/mr/female-founders-report?fbclid=IwAR0BbbR1kJOTdbdaTQmcKTjViNU7Y0e9siImQrbwECc-mT4MMI6mrOHKy-o

TAMARIS PARREIRA é Conselheira TrendsInnovation Certificada pela Inova Business School, tem + 28 anos no mercado de Tecnologia e Inovação, atua hoje como Diretora de Alianças e Parcerias América Latina na Medallia Inc., empresa do Vale do Silício que criou uma plataforma para programas de Experiência de Clientes, Colaboradores e Parceiros de Negócios incluindo NPS (Net Promoted Score) e CSAT em clientes como Disney, Apple, Netflix, Bradesco, XP; Embaixadora do Capital Feminino; Digital OnBoard certificada pela HSM, Conselheiro to Innovation (C2i) pela Go.New e Advisory Board Program-Women pela Saint Paul com conclusão em 2023. Formada em Direito- Unimesp, MBA -Economia e Estratégia pela FGV, com vários cursos na área de Tecnologia, Gestão e Inovação, uma “caçadora de tendências” desenvolveu programas para expansão de ecossistemas no Brasil, América Latina e Global na HP, Oracle, SAP, Autodesk, Infor, Amazon Web Services onde foi premiada pelo projeto de expansão global da VTEX, sempre à frente de equipes diversas e inclusivas. Mentora de startups, Investidora no Mercado de Capitais desde 2007 -certificada Master pela B3, Investidora Anjo pela BossaNova no pool PrimoRico (Thiago Nigro) e Pool Ladies (Carol Pfaifer), palestrante em eventos de Tecnologia, Universidades, Moneyweek do BTG e Certificada em Liderança Feminina pela professora e autora Sally Helgesen, sendo embaixadora do livro “Como as Mulheres Chegam ao Topo” no Brasil. Membro da Academia Europeia de Alta Gestão onde é co-autora dos livros: Liderança Humanitária, Liderança Feminina, ESG -Pilares da Transformação e Felicidade no Trabalho. E tem como principal desafio, através da tecnologia, fazer com que as empresas sejam amadas pelos seus clientes e colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.